Temos Tóquio 2020!

Hoje, dia 23, mais concretamente às 12h00 (hora de Portugal continental), realiza-se a cerimónia de abertura que dá início oficial aos Jogos Olímpicos (JO) de Tóquio – isto apesar de algumas modalidades já terem iniciado a competição.


de Francisco Lemos Araújo


Tóquio 2020, chega com um ano de atraso, mas vem repleto de novidades. Após alguns avanços e recuos, os JO irão mesmo realizar-se com as bancadas vazias. É certo que muitos dos atletas já sabem o que é competir sem público, mas não deixa de ser estranho pensar, por exemplo, numa final de 100m sem o frenesim habitual.


Outra curiosidade sobre esta edição diz respeito à componente ambiental. A organização de Tóquio 2020 está apostada em realizar os JO mais sustentáveis e, entre outras medidas, pela primeira vez na história, as medalhas serão feitas na sua totalidade a partir de lixo eletrónico reciclado. Entre 2017 e 2019 foram recolhidos cerca de 6 milhões e 200 mil dispositivos (telemóveis, computadores, câmaras fotográficas, etc.) que foram transformados nos objetos mais cobiçados dos Jogos: as medalhas.


Vamos ainda ter a oportunidade de ver a estreia de quatro novas modalidades que aparecem pela primeira vez no calendário olímpico – karaté, surf, escalada e skateboarding. Além destas, vamos também assistir à estreia do basquetebol 3x3 e do BMX Freestyle. Todas estas se juntam aos desportos que já estamos habituados a ver nas olimpíadas para 19 dias de desporto ao mais alto nível.


Até 8 de agosto tem muito (mas mesmo muito) para acompanhar e pode ver aqui o calendário completo da competição.


A missão portuguesa vai a Tóquio com 92 atletas, em 17 modalidades diferentes, que prometem lutar para atingir o melhor resultado possível. No dia 24 de julho entram em competição os primeiros atletas nacionais e existem algumas esperanças de diplomas, finais e medalhas.

Numa das modalidades em estreia – o skateboarding – Gustavo Ribeiro chega a Tóquio no 5º lugar do ranking mundial e poderá voltar com uma medalha na prova de street. No judo, Jorge Fonseca, atual bicampeão do mundo na categoria -100kg, é um dos favoritos. Destaque ainda para Telma Monteiro (-57kg) que vai participar nos seus quintos JO depois de em 2016 ter chegado ao bronze. Já na canoagem, a esperança recai sobre Fernando Pimenta na prova K1 1000m, depois de ter sido campeão do mundo em 2018, bronze nessa prova em 2019 e prata no campeonato da europa de 2021.


No atletismo, o triplo salto chega a Tóquio com boas perspetivas, depois de este ano ter dominado a prova nos europeus de pista coberta com as vitórias de Pedro Pablo Pichardo (que também alcançou a melhor marca mundial do ano com 17,92 metros) e Patrícia Mamona, contando ainda com Nélson Évora, campeão olímpico em 2008 e da europa em 2018. Na prova de lançamento do peso, Auriol Dongmo aponta ao pódio depois de este ano se ter sagrado campeã da europa de pista coberta.


Por fim, no ciclismo – onde Portugal já ganhou uma medalha de prata em Atenas 2004, com Sérgio Paulinho, e viu Rui Costa sagrar-se campeão do mundo em 2013 – nota para João Almeida, que se destacou nas últimas edições do Giro d’Italia, e Nélson Oliveira, um dos ciclistas mais experientes do pelotão internacional e que nos últimos JO de 2016 conseguiu o 7º lugar na prova de contrarrelógio.


Estes atletas e todos os outros prometem dar-nos muitas alegrias. Mas agora acredito que esteja a pensar: “92 atletas? 17 modalidades? Como é que vou conseguir andar a par disto tudo?”. Bom, não se preocupe porque o Comité Olímpico de Portugal criou uma app – “Equipa Portugal” – que está disponível para Android e iOS e vai ser parceiro ideal para não perder as cores nacionais de vista nestes JO.


Através desta app pode ficar a conhecer melhor os atletas portugueses, as horas a que, em cada dia, entram em competição e os resultados em tempo real. Se por acaso não conseguir ver alguma prova dos nossos atletas, pois sei que os horários poderão ser complicados por vezes, esta é a maneira ideal estar sempre a par do que se passa em Tóquio.


Não perca nada destes JO que prometem (e muito) marcar este verão, vai valer a pena. E já sabe, acompanhe e apoie os nossos atletas.