Sincopado #6

Esta semana o Sincopado traz-nos as as actuações de homenagem a Carlos do Carmo no Festival da Canção, o novo single de Teresinha Landeiro e a mais recente dupla Silk Sonic, formada por Anderson Paak e Bruno Mars




Artigo de Cristina Rogeiro

Cantora e estudante da Escola Superior de Música de Lisboa



O passado sábado foi marcado pela final do Festival da Canção que, para além das 10 canções, teve várias bonitas homenagens. Carlos do Carmo foi interpretado pela voz inconfundível de Ana Moura, por Ricardo Ribeiro com a sua sonoridade de flamenco de mãos dadas com o Fado, e ainda o icónico Camané. Depois os Clã, Cláudia Páscoal e Filipe Sambado cantaram Sérgio Godinho, que se juntou ao grupo na última canção, com arranjos modernos e arrojados. Mas o momento alto da noite foi a atuação de Dino D’Santiago, do tema “Os Putos” de Paulo de Carvalho, originalmente interpretado por Carlos do Carmo. O artista luso-caboverdiano, acompanhado de um genial arranjo de vozes e quase sem o apoio de instrumentos musicais, interpretou este tema como ninguém esperava numa atuação brilhante que arrepia mesmo depois de rever várias vezes.



Na última semana a fadista Teresinha Landeiro lançou o seu single “O Tempo” que inicia a

contagem decrescente para o próximo disco “Agora”. Tal como é já habitual na jovem

artista, o tema tem uma frescura invulgar no Fado, no entanto está à altura da profundidade

do mesmo. A música é de Joaquim Campos e a letra da própria intérprete que, assim, responde aos que dizem não ter idade para compreender o que diz o Fado, como menciona com humor numa recente entrevista.



Fora de Portugal, mas a surpreender todo o mundo, Bruno Mars e Anderson Paak apresentam-se em duo como Silk Sonic com o primeiro single Leave the Door Open. Depois da 24K Magic World Tour em que Paak abria os concertos de Bruno Mars e na qual se estreou em Lisboa, o projeto que todos precisávamos concretizou-se. O tema foi de forma inesperada anunciado pelos dois artistas 8 dias antes do lançamento, gerando um enorme furor entre os ouvintes daqueles que são uns dos maiores da música popular dos nossos tempos. A sonoridade de funk dos anos 80 é magnífica, no entanto somos mimados ainda com um vídeo filmado no estúdio de gravação que nos faz querer fazer parte daquela sala. “It’s always showtime with us” como diz Anderson Paak numa entrevista à Apple Music e por isso fazem-nos querer ouvir um concerto dos dois amanhã. Por enquanto podemos apenas esperar ansiosamente pelo lançamento do disco.