O mundo nas nossas mãos

As JEAmbi decorrerão entre 3 e 5 de Março e a entrada é gratuita. As sessões iniciam-se às 9h e estendem-se até meio da tarde. O cartaz deste ano e outras informações já estão disponíveis na página de Instagram da JEAmbi (@jeambi21) para quem quiser consultar as palestras agendadas. Deixo aqui algumas sugestões de apresentações potencialmente interessantes para o público em geral.

Capa da edição anterior das JEAmbi

Artigo de António Vaz Pato

Estudante de Biologia, FCUL



A 12ª edição das Jornadas de Engenharia do Ambiente (JEAmbi) arrancam amanhã em formato online. Como sempre, as sessões de palestras e debates das jornadas são organizadas pelo Núcleo estudantes de Engenharia do Ambiente do Instituto Superior Técnico contam com a participação de inúmeros palestrantes das mais variadas áreas. Desengane-se, portanto, quem acha que este encontro serve apenas para o nicho dos engenheiros. Na verdade, as conversas podem debruçar-se tanto em política ambiental europeia como em ecologia, passando por seminários sobre vida sustentável. Apesar de não acompanhar deste o início este colóquio anual, vejo que as edições mais recentes vão de facto crescendo em temas que vão muito para além da Engenharia do Ambiente propriamente dita, o que torna as Jornadas um evento perfeito para o público que gosta de saber mais sobre as soluções e o estado-da-arte no que diz respeito aos desafios colocados pelas alterações climáticas e à sustentabilidade.


As JEAmbi decorrerão entre 3 e 5 de Março e a entrada é gratuita. As sessões iniciam-se às 9h e estendem-se até meio da tarde. O cartaz deste ano e outras informações já estão disponíveis na página de Instagram da JEAmbi (@jeambi21) para quem quiser consultar as palestras agendadas. Deixo aqui algumas sugestões de apresentações potencialmente interessantes para o público em geral e que serão certamente temas a ser discutidos e debatidos nos próximos anos.


O primeiro dia, quarta-feira, será dedicado ao macrotema “Descarbonização da Sociedade”. É importante realçar a palestra do Professor do IST Paulo Ferrão falará pelas 9h30 sobre as principais implicações para Portugal do Pacto Ecológico Europeu, que pretende tornar a União Europeia carbonicamente neutra pelo ano de 2050, apostando no investimento em indústria verde e numa economia sustentável progressivamente menos dependente de combustíveis fósseis. O dia encerrará com um debate e com um workshop, sendo o debate dedicado ao Hidrogénio Verde, uma nova forma de energia que promete revolucionar o mercado energético. No entanto, o assunto não é tão consensual quanto parece e este debate promete esclarecer as principais posições contra e a favor desta alternativa.


No dia seguinte, quinta-feira, as palestras girarão à volta da sustentabilidade, da biodiversidade e da participação cívica ambiental. Destaco a palestra das 11h40 que tem como mote “Como conservar a biodiversidade de forma inteligente - a natureza, o clima e as pessoas”, conduzida pelo investigador Diogo Alagador. A biodiversidade é um tema central quando falamos em sustentabilidade e esta palestra pode mostrar como os interesses de todas as espécies não vão contra os nossos próprios interesses.


As JEAmbi encerram com palestras sobre “Preservação de Ecossistemas” e “Construção Sustentável”. Para falar sobre a relação entre o ambiente e a justiça, teremos às 11h45 o Dr. João Quintela Cavaleiro do ISA e mais tarde, às 12h45, o engenheiro Niro Higushi trará para a mesa a Amazónia e a gestão insustentável dos seus recursos.


Não deixem de espreitar algumas palestras. Qualquer debate e discussão em praça pública, principalmente quando é necessário responder a questões ambientais prementes, precisa antes de mais nada de cidadãos informados. Sem conhecimento, não é possível formar uma opinião fundamentada.