Em busca de uma nova Sede. Como podemos ajudar o Núcleo A70?

O Núcleo A70 anunciou a venda pela sua senhoria do conhecido prédio de Arroios, obrigando a associação a mudar de Sede no próximo ano. De forma a preparar esta transição, o Núcleo organizou uma angariação de fundos. Depois de ajudar tantos artistas e de nos dar a conhecer cultura que não nos chegaria às mãos de outra forma, agora é a associação que está a pedir a nossa ajuda

“Somos um espaço recreativo e cultural inclusivo, democrático e de resistência”: assim se apresenta o Núcleo A70, um local de referência cultural entre os lisboetas. O nome é uma alusão ao número da porta que a associação ocupa na Rua Regueirão dos Anjos, em Arroios, há vários anos. No entanto, não será assim por muito mais tempo: daqui a alguns meses, o Núcleo terá de mudar a sua Sede para um novo local.


Fundado em 2017, o Núcleo A70 é um espaço de divulgação e criação de cultura. Já organizou vários concertos, DJ sets, exposições, aulas de dança e workshops. Conta com residências artísticas para pessoas das mais variadas áreas - desde design editorial e gráfico a serigrafia, pintura, arquitetura, produção musical, fotografia ou ilustração. Neste momento, conta com 16 artistas residentes.


Contudo, o trabalho do Núcleo A70 não gira apenas em torno da cultura. A atual Sede conta com um bar de apoio á sua atividade e uma cozinha industrial de produção, na qual lutam contra o desperdício alimentar e apoiam diversas causas sociais. Durante o primeiro confinamento, distribuíram comida pelos artistas que precisavam e distribuíram as suas sobras através da plataforma Too Good to Go.


“Durante quatro anos abraçámos a Cultura, e fomos a casa de inúmeros Artistas”, lê-se na mais recente publicação da associação. Ao longo destes anos, inúmeros artistas, artesãos e professores das mais variadas áreas encontraram no Núcleo A70 um espaço e plataforma para desenvolver os seus trabalhos.


Agora, depois de ajudar tantos artistas e de nos dar a conhecer cultura que não nos chegaria às mãos de outra forma, é a associação que está a pedir a nossa ajuda. Ontem, o Núcleo A70 anunciou que a sua senhoria vendeu o conhecido prédio de Arroios, obrigando a associação a mudar de Sede a partir do próximo ano. O Núcleo precisa de um novo espaço para continuar a desenvolver o seu importante trabalho - e está a pedir o contributo de todos para tal.


Como posso ajudar o Núcleo A70?


A associação lançou uma angariação de fundos, disponível na bio da sua página de Instagram (@nucleoa70), estabelecendo uma meta de 20 mil euros. O objetivo é angariar dinheiro suficiente para financiar a transição para uma nova Sede, onde poderão continuar a desenvolver as suas diversas atividades.


Apesar de o contrato com o atual prédio só terminar em fevereiro de 2022, o Núcleo não quer fazer a mudança de Sede de forma apressada - daí esta antecipação no seu pedido de ajuda. A transição deve assegurar que, por um lado, todos os artistas residentes na associação conseguem prosseguir os seus trabalhos, e que, por outro lado, o novo espaço tem todas as condições necessárias para continuar a desenvolver o trabalho cultural e social da associação.


Não é novidade para ninguém que o setor da cultura é um dos mais afetados pela pandemia, graças a eventos cancelados e artistas com dificuldade em difundir a sua arte. Apesar de, com o futuro desconfinamento, o Núcleo A70 ainda reabrir as suas portas na atual Sede de Arroios, não ficará por lá muito mais tempo. De forma a prosseguir as suas atividades num novo espaço, todos os que estão em condições de ajudar a associação devem fazê-lo - a solidariedade com o setor cultural é agora mais importante do que nunca.