Cartaz Cultural

Filme

Três Andares (2021)

Nanni Moretti regressa com um novo filme sobre a vida de três famílias que partilham um prédio num dos bairros mais ricos da cidade de Roma. “Tre Piani”, adaptação da obra do escritor israelita Eshkol Nevo, estreou no Festival de Cinema de Cannes, com o argumento escrito por Moretti, Federica Pontremoli e Valia Santella.















Documentário

Joan Didion, O Centro não consegue suster-se (2017)

Com o falecimento da escritora e jornalista norte-americana, no passado dia 23 de dezembro, relembramos o documentário realizado pelo sobrinho Griffin Dune, numa retrospetiva sobre a carreira notável de um dos ícones da literatura, passando pelas questões existenciais, pelo drama de perder o marido e a filha na mesma altura e a capacidade de superação da autora do bestseller “O Ano do Pensamento Mágico”. Disponível na Netflix.















Espetáculo

Suites para Violoncelo de Bach. Rosas, Anne Teresa de Keersmaeker e Jean-Guihen Queyras

Este é o lugar onde a dança contemporânea e a música barroca se fundem. Um espectáculo da autoria de Anne Teresa de Keersmaeker sobre a célebre obra de J. S. Bach, para ver nos dias 9 e 10 de janeiro na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Em palco, além desta coreógrafa, estará a sua companhia Rosas e o violoncelista Jean-Guihen Queyras.













Exposição

Seja dia ou seja noite pouco importa, André Gomes e Pedro Calapez. Museu Berardo, Belém. Até 2 de janeiro é possível visitar as cerca de 80 obras inéditas desenvolvidas por dois artistas durante um confinamento. André Gomes e Pedro Calapez assumem-se nas suas formas de expressão mais autênticas e convergem na sua individualidade, pendendo entre a fotografia e a pintura, a aproximação e a distância das imagens, a figuração e a abstração, e as molduras de cores diferentes que distinguem as 40 obras de cada um.














Teatro

O Silêncio e o Medo. Teatro D. Maria II, Lisboa.

A vida privada de Nina Simone e o legado que a sua música carrega regressam ao Teatro Nacional D. Maria II de 6 a 8 de janeiro, pela mão do encenador David Geselson. O espectáculo, que foi adiado pela pandemia e chegou a ser transmitido online, contará com a presença de atores franceses e afro-americanos na sua língua materna, com legendas em português. As sessões decorrerão às 19h, na Sala Garrett do Teatro Nacional.