Briefing Político #4


Foi uma semana turbulenta no plano político internacional, onde os destaques vão para o mais recente pico de violência e agressão entre o Hamas e Israel. O Briefing Político do Crónico faz um resumo deste e doutros acontecimentos que marcaram os últimos dias


Fotografia da semana - Ceuta, Espanha

Jon Nazca/Reuters

Seleção do Departamento de Política do Crónico



Notícia #1: Milhares de migrantes marroquinos atravessam fronteira no enclave espanhol de Ceuta

Fonte: Público, 18 de Maio ; El País, 18 de Maio


Na segunda-feira, cerca de seis mil migrantes marroquinos entraram de forma irregular em Ceuta, obrigando o Exército Espanhol a intervir.

O chefe do Governo espanhol, Pedro Sánchez, informou o público que a sua prioridade neste momento é devolver a normalidade a Ceuta.

A chegada deste grande número de pessoas ao enclave espanhol coincide com um momento tenso nas relações diplomáticas entre Espanha e Marrocos.

Notícia #2: Cresce pressão internacional para um cessar-fogo em Gaza

Fonte: Al Jazeera, 20 de Maio ; The New York Times, 20 de Maio ; RTP Notícias, 20 de Maio


Pela primeira vez em 11 dias, os militares israelitas e palestinianos interromperam os ataques durante algumas horas. Isto num momento em que parece mais próximo o cessar-fogo exigido pelos EUA e pela Europa (sem o apoio da Hungria).


Um alto responsável do Hamas afirmou que os militares israelitas e palestinianos devem chegar a um acordo de cessar-fogo dentro de 48 horas.


Segundo Ronen Bergman, um especialista em assuntos militares israelitas, o acordo de cessar-fogo abrange a concordância de Israel em interromper os ataques, incluindo tentativas de abater membros importantes do Hamas. Em troca, o Hamas terminaria com o lançamento de rockets, pararia de construir túneis de ataque e colocaria um ponto final nas manifestações perto da fronteira.

Notícia #3: Cimeira Paris-África desenha plano de 81 mil milhões de euros para ajudar a economia africana

Fonte: AP News, 18 de Maio ; DW, 19 de Maio


A reunião que contou com mais de 20 líderes africanos, chefes de Estado europeus, o Fundo Monetário Internacional e a União Africana, estabeleceu como objetivo um plano de 81 mil milhões de euros em Direitos Especiais de Saque do FMI até outubro deste ano de ajudar o continente africano a ultrapassar os efeitos económicos provocados pela pandemia.


Adicionalmente, todos os intervenientes chegaram a um consenso para que África seja capaz de produzir em massa as suas próprias vacinas, tendo como meta definida vacinar 40% das suas populações até ao final de 2021.

Notícia #4: Parlamento aprova reforma das Forças Armadas

Fonte: TVI 24, 20 de Maio ; Observador, 18 de Maio


O Parlamento aprovou esta quinta-feira duas propostas de lei do Governo, que alteram a Lei de Defesa Nacional e a Lei Orgânica das Forças Armadas.


A reforma das Forças Armadas, que pretende concentrar no Estado Maior das Forças Armadas mais poderes de comando e de organização, mereceu críticas mais acérrimas dos partidos fora do bloco central: à esquerda, BE e PCP aproveitaram para criticar a submissão à NATO e à UE, enquanto à direita, o CDS relembrou as cativações em excesso e a falta de meios dados às Forças Armadas.


A alteração, que tem sido muito contestada por ex-chefes do Estado Maior, passou com os votos a favor de PS, PSD e CDS.

Notícia #5: Agência Internacional de Energia lança novo apelo à neutralidade carbónica até 2050

Fonte: Reuters, 18 de Maio


A Agência Internacional de Energia publicou um relatório através do qual apela aos governos para intensificarem as ações prometidas no combate às alterações climáticas, nomeadamente a acelerarem a aposta nas chamadas energias limpas e a cortarem por completo a dependência nos combustíveis fósseis.


Com este novo apelo pretende-se:


- parar imediatamente com todo e qualquer investimento em novos projetos baseados nos combustíveis fósseis;

- acabar até 2035 com a venda de novos veículos de passageiros com motores de combustão interna;

- e até 2040, garantir que todo o setor elétrico mundial já tenha atingido a neutralidade carbónica.



Notícia #6: AR aprova “direito ao esquecimento”

Fonte: Observador, 14 de Maio


O parlamento aprovou, na generalidade, o projeto-lei do PS que pretende aplicar o “direito ao esquecimento“, impedindo que pessoas que tenham superado doenças graves, como doenças oncológicas, sejam discriminadas no acesso ao crédito ou seguros.

O projeto propõe que o acesso ao crédito e a seguros seja objeto de um acordo entre o Estado, as organizações representativas de instituições de crédito, sociedades financeiras, bem como organizações nacionais que representam pessoas com risco agravado de saúde.

Notícia #7: EUA levantam possíveis sanções à construtora de um gasoduto Rússia-Alemanha

Fonte: BBC, 20 de Maio


A administração Biden decidiu renunciar a sanções contra a Nord Stream 2, a empresa responsável pela construção de um gasoduto entre a Rússia e a Alemanha, que Washington havia classificado anteriormente como um risco para a segurança geopolítica que favorecia o Kremlin.


O projeto, que transportará gás natural russo através do mar Báltico até ao centro da Europa, encontra-se em fase final de construção.