Apúlia

Em suma, não se pode observar uma onda sem levar em conta os aspectos complexos que concorrem para formá-la e aqueles também complexos a que essa dá ensejo. Tais aspectos variam continuamente, decorrendo daí que cada onda é diferente de outra onda; mas da mesma maneira é verdade que cada onda é igual a outra onda, mesmo quando não imediatamente contígua ou sucessiva; enfim, são formas ou sequências que se repetem, ainda que distribuídas de modo irregular no espaço e no tempo. (Calvino, 1994, p. 8).


Fotografias de Valéria Martins