A vida em Santo Antão

Em Santo Antão somos recebidos todos os dias de braços abertos, com o amor das crianças e dos idosos, expresso através de abraços, beijos e palavras bonitas.

Aqui perdemos a noção do tempo e ensinam-nos o verdadeiro significado de aproveitar o lugar e o momento presente.

Santo Antão é ir à mercearia comprar bananas, e sair de lá com mangas oferecidas. É sair de casa e ter um monte de crianças à nossa porta. Santo Antão é o mar mais salgado e o sol mais forte. Aqui o coração fica mais quentinho e a alma mais preenchida. O sorriso é mais feliz e os abraços mais sentidos. Aqui ensinam-nos a não ter pressa e que “depôs de sebe morre cá nada”.

Os meus dois meses aqui ainda não acabaram, mas já posso dizer que Santo Antão é casa e que as saudades vão ser mais que muitas.


Fotografias de Carolina Soares