Maria Leonor Carapuço

Maria para uns, Leonor para outros, até o nome é sintoma da minha  inconformação patológica. Licenciei-me em Ciências da Comunicação pela NOVA FCSH - decidi enveredar por esta área por ter gosto em conhecer de tudo um pouco e aprender sempre mais. Será certamente esse o meu papel no Crónico: usar a escrita como propósito para aprender sobre diferentes temáticas e transmitir o que conclui, não fazendo promessas quanto ao nível de subjetividade empregado. Não tenho certezas na vida tirando querer ter um impacto positivo no mundo, ser capaz de desconstruir os meus próprios preconceitos, de me colocar na posição dos outros e de ter empatia pelas pessoas que me rodeiam. Se conseguir fazer isso, bom, já consegui muito.

Artigos