Luísa Figueiredo

Uma urgência de vida fez da Maternidade Alfredo da Costa a sua primeira casa. De resto, sente-se natural(mente) de Torres Vedras, terra abraçada por montes e que tão bem abraçou toda a sua infância. Nesses dias, entravam-lhe pela janela as vinhas que galgavam aqueles montes, em que a cor, a luz e o movimento se assumiam como marcas muito fortes, que suscitavam em si um grande fascínio. Talvez por isso tenha trocado bem cedo a lapiseira pelos lápis de cor. Atualmente frequenta o curso de Pintura na FBAUL, vendo nos pincéis um bom instrumento de intervenção social.

Cartoons