António Vaz Pato

Um sujeito, digamos, em constante flutuação entre estados ponderados e impulsivos, o que, aliado à sua impaciência, gera por vezes debates acesos sobre assuntos tão mundanos como utensílios de cozinha. É vegetariano, ateu e de esquerda embora não se identifique com nenhum dos estereótipos derivados da combinação destas características. Pode ser avistado de tempos a tempos em Alvalade, onde nasceu e cresce(u), e estuda Biologia na Universidade de Lisboa numa vã tentativa de descobrir a chave do sentido da vida, facto que o faz considerar seriamente (de quando em quando) abraçar de vez o estoicismo. Diagnosticado recentemente com distúrbio cínico-sarcástico tipo II, assume a patologia e acredita que a opinião é um direito inalienável do indivíduo porque o que para uns é "opinião desinformada e inconsciente", para ele é apenas estupidez humana.

Artigos